REUTERS/Vicente Gaibor del Pino
REUTERS/Vicente Gaibor del Pino

Um terço da população de Guayaquil, no Equador, contraiu covid-19

Cidade é o foco da pandemia no território equatoriano; país tem mais de 30 mil casos, 1.654 mortes confirmadas e 1.705 'prováveis'

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2020 | 02h27

QUITO - Um terço dos 2,7 milhões de habitantes de Guayaquil, foco da pandemia da covid-19 no Equador, contraiu o novo coronavírus, disse a prefeita da cidade, Cynthia Viteri, na quinta-feira, 7. 

"Realizamos um estudo estatístico para descobrir a situação das infecções por covid-19 na cidade. Com base científica, afirma-se que 33% dos residentes de Guayaquil foram infectados", escreveu no Twitter. A prefeita se recuperou recentemente da doença.

Viteri acrescentou que a principal preocupação de sua equipe "é cuidar dos 67,3% da população (em Guayaquil) que não foram contaminados para que não sejam vítimas do vírus". 

O Equador é um dos países latino-americanos mais atingidos pelo novo coronavírus, com mais de 30 mil casos, incluindo 1.654 mortes. As autoridades também relatam 1.705 mortes prováveis. 

Em Guayaquil, o centro comercial do país, são registradas cerca de 9 mil infecções, segundo dados do governo nacional. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.