Um terço dos britânicos defende a saída de suas tropas do Iraque

Pesquisa realizada pelo jornal britânico Daily Mirror aponta que um terço da população da Grã-Bretanha quer a rápida retirada das tropas de seu país do Iraque. A população teme que mais soldados morram. Segundo a pesquisa, 29% dos ingleses querem uma saída "o mais rápido possível"; 32% defendem uma saída gradual; e outros 32 por cento optam pela permanência das tropas inglesas em solo iraquiano enquanto houver necessidade. Um soldado britânico foi morto na última quinta-feira em um ataque no sul do Iraque elevando para 49 o número de soldados britânicos mortos desde o início da guerra. Destes, 11 morreram depois que o presidente norte-americano George W. Bush declarou o fim dos grandes combates em 1º de maio. A empresa ICM de pesquisa, que fez o levantamento para o jornal, entrevistou 509 pessoas, por telefone, entre os dias 29 e 30 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.