Um trabalho sombrio: encontrar o que sobrou do Columbia

Um monumental trabalho de recuperação fica cada vez mais sombrio, enquanto centenas de autoridades, voluntários e moradores varrem a região leste do Texas e oeste da Louisiana, à procura dos restos mortais dos astronautas do Columbia. O lado mais cruel dessa grande tarefa ficou clara rapidamente, enquanto os voluntários e até crianças pequenas topavam com restos humanos nos jardins, campos e nas estradas. Em Plainview, no Texas, os três filhos de Tammy White estavam brincando juntos em um carrinho motorizado quando passaram por cima de uma perna carbonizada. Grupos de voluntários em San Augustine County, no Texas, disseram ter achado um coração humano, uma perna e dedos - um deles com um anel. Clark Barnett, 33 anos, dono de uma creche, disse que estava indo para Hemphill, no Texas, quando viu o torso de um corpo na estrada. "Não é algo que você pare e fique olhando", disse ele. Bob Cabana, diretor de operações de vôo tripulados na Central Espacial da Nasa de Johnson, anunciou no domingo à noite que restos de todos os sete astronautas foram encontrados. Os trabalhos de recuperação envolveram bombeiros, motoristas de ambulância, efetivo da Guarda Nacional - e inúmeros voluntários. Autoridades de Lufkin, no Texas, disseram ter encontrado mais de 1400 pedaços do revestimento do ônibus espacial em cinco condados. E houve alguns achados maiores, como um pedaço de metal do tamanho de uma picape foi encontrada no condado de San Augustine e um tanque circular de quase um metro de diâmetro que aterrissou na pista de pouso do aeroporto regional. VEJA O ESPECIAL

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.