Um trem a 581 quilômetros por hora. É recorde mundial

Um trem japonês levitado magneticamente (conhecido como maglev) voltou a bater seu próprio recorde nesta terça-feira. O maglev experimental de três vagões transportava passageiros quando bateu o recorde mundial de velocidade para trens, atingindo impressionantes 581 quilômetros por hora, informou por meio de um comunicado a Central Japan Railway Co., a empresa que promove os experimentos. Em velocidade constante e sem escalas, a marca seria suficiente para que o trem percorresse a distância entre São Paulo e Rio de Janeiro em pouco menos de 45 minutos. O trem controlado por controle remoto atingiu em 19 de novembro a marca de 570 km/h em um trilho experimental de 18,4 quilômetros de extensão em Yamanashi, a oeste de Tóquio. Há um mês, o trem havia atingido 579 km/h sem transportar passageiros. Os trens maglev diferenciam-se dos convencionais por se deslocaram por meio de um sistema de ímãs que faz com que o trem levite sobre o trilhos, eliminando a fricção e reduzindo bastante o barulho dos comboios. O projeto é financiado pelo governo do Japão, país que já abriga alguns dos trens mais velozes do planeta. A Alemanha também já desenvolveu um maglev, comprado recentemente pela China. Os Estados Unidos têm planos de desenvolver um sistema semelhante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.