Um vídeo é a prova para o bispo confessar-se culpado

Um bispo ortodoxo confessou-se culpado de conduta sexual criminosa depois de assistir um vídeo feito pelo sistema de segurança que o mostra apalpando o seio de uma mulher. O bispo Demetri Khoury, de 55 anos, que supervisiona a Arquidiocese Cristã Ortodoxa da Antioquina em oito estados americanos e Ontário, disse hoje que não se lembrava de ter bebido no Turtle Creek Casino e ter cometido o crime. Ele havia rejeitado, antes, a possibilidade de se declarar culpado.Baseado no que vi no vídeo, confesso-me culpado?, disse Khoury ao juiz Philip Rodgers. Ele deve enfrentar um ano de prisão, quando sair a sentença, dia 16 de abril.Khoury atribuiu seu comportamento a uma intoxicação causada por uma mistura de medicamentos e álcool. Ele participou de um programa intensivo de reabilitação alcoólica no ano passado, em Minnesota. Depois da prisão, o metropolitano Philip, chefe da Arquidiocese Cristã Ortodoxa da Antioquina da América do Norte proibiu temporariamente de pregar ou conduzir liturgias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.