Uma década vivida em Cuba

Nascido em Honduras, Ricardo Zúñiga foi secretario político do Escritório de Interesses dos EUA em Cuba, onde permaneceu durante a maior parte dos últimos dez anos. Em sua passagem por Havana, o diplomata americano foi constantemente acusado pelo governo comunista de financiar a dissidência cubana. Em 2010, foi nomeado chefe do Escritório Político da Embaixada Americana em Brasília. Agora, Zúñiga será o primeiro diplomata de carreira a ocupar o cargo de conselheiro da Casa Branca para a América Latina.

O Estado de S.Paulo

26 Maio 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.