Uma democracia honesta

A verdadeira democracia não é obtida da noite para o dia. A sociedade precisa estar pronta para os mecanismos democráticos. A maioria da população precisa sentir que as pessoas são cidadãs, prontas para dedicar seu tempo, esforço e atenção à participação no processo de governar.

VLADIMIR PUTIN, THE WASHINGTON POST, É PREMIÊ RUSSO, CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DO PAÍS, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2012 | 03h01

Nos anos 90, nós, russos, encontramos tanto a anarquia quanto a oligarquia. Nossa sociedade consistia em pessoas que se tinham libertado do comunismo, mas ainda não tinham aprendido a comandar o próprio destino. A sociedade passou por um difícil processo de desenvolvimento. Trabalhando juntos, tiramos país do atoleiro, reanimando o Estado e restaurando a soberania do povo russo.

Entre os direitos que os russos consideram essenciais, os mais importantes seriam o direito ao trabalho, ao atendimento médico gratuito e o acesso livre ao ensino para seus filhos. Hoje, nossa sociedade é completamente diferente daquela que tínhamos na virada do século 20. As pessoas estão se tornando mais ricas, sua formação melhorou e suas exigências aumentaram. Os resultados de nossos esforços são novas exigências em relação ao governo e o avanço da classe média, além do limitado objetivo de garantir a própria prosperidade. Trabalhamos muito para chegar a esse ponto.

Precisamos modernizar os mecanismos de nossa democracia de modo que eles correspondam a esse aumento na atividade social. O clima político exige um aprimoramento constante, mas estou convencido de que não precisamos de um circo de candidatos concorrendo uns com os outros na tentativa de fazer promessas cada vez mais irreais. Marqueteiros e especialistas em imagem pública não devem controlar os políticos.

Temos de criar um sistema político no qual seja possível - e necessário - manter a honestidade. Aquele que apresentar uma proposta ou programa deve ser responsável o suficiente para se encarregar da sua aplicação. Aqueles que elegem representantes que tomarão decisões em seu nome devem compreender em quem estão votando e qual o significado do seu voto.

Enquanto forma de governo definida pelo povo, a democracia não pode se limitar a um simples procedimento eleitoral de votação. Na minha opinião, a democracia é o direito fundamental do povo de eleger seu governo e de influenciá-lo continuamente, afetando também o processo de tomada de decisões. Nesse sentido, proponho a introdução de uma regra prevendo a análise parlamentar obrigatória de todas as iniciativas legislativas que contenham mais de 100 mil assinaturas de apoio na internet - há prática semelhante na Grã-Bretanha.

A democracia com base na internet deve ser integrada ao desenvolvimento geral das instituições, especialmente nos níveis municipal e regional, criando sucessivos referendos. O autogoverno local é uma escola de responsabilidade civil. Hoje, num novo estágio de nosso desenvolvimento, estamos reintroduzindo a eleição direta dos governadores.

Os comentários a respeito da corrupção na Rússia são lugar-comum. Em nossa história, houve tentativas de freá-la por meio da repressão. É claro que o combate ao suborno depende de medidas repressivas, mas o problema é muito mais profundo. Trata-se de uma decorrência da falta de transparência nas agências do governo, da dificuldade que a sociedade encontra para cobrar dessas agências uma conduta responsável e da débil motivação dos servidores públicos. Na minha opinião, enfrentamos grandes dificuldades nesse aspecto.

Para combater a corrupção sistêmica é preciso dissociar o poder da propriedade e separar o poder Executivo do sistema de contrapesos que o mantém sob controle. A responsabilidade política pela luta contra a corrupção deve ser partilhada pelo governo e pela oposição.

Devemos identificar as funções mais suscetíveis à corrupção dentro do poder Executivo e da administração das empresas estatais. Um funcionário que ocupe cargo assim deve receber um alto salário, mas precisa concordar em manter uma transparência absoluta, incluindo a declaração de seus gastos e das grandes compras de sua família, a revelação de seu endereço, a demonstração completa do pagamento de suas férias e assim por diante.

Vamos agir com consistência, razão e determinação. Vamos eliminar pela raiz a corrupção e castigar os envolvidos. Derrotamos as oligarquias. Certamente derrotaremos a corrupção. / TRADUÇÃO DE AUGUSTO CALIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.