Uma em cada quatro mulheres no Japão tem 65 anos ou mais

Dados do governo revelam envelhecimento da população e preocupam autoridades.

BBC Brasil, BBC

21 de setembro de 2009 | 14h21

Dados divulgados nesta segunda-feira pelo governo do Japão revelam que 25% das mulheres do país têm 65 anos de idade ou mais, o que fez crescer a preocupação das autoridades quanto a uma possível crise demográfica no país.

Mais de 16 milhões de japonesas já alcançaram essa faixa etária - o maior número desde que os dados demográficos começaram a ser compilados no país, em 1950.

Quase um quinto dos japoneses tem 65 anos ou mais, representando cerca de 22,7% da população, revelaram as novas estatísticas.

O Japão possui agora cerca de 28,98 milhões de idosos (pessoas com 65 anos ou mais, de acordo com a classificação da Organização Mundial de Saúde), entre sua população de 127 milhões.

Segundo os dados, o número de idosos aumentou em 800 mil em um ano.

Impostos

Além de preocupar devido à possibilidade de uma crise demográfica no país, os dados também indicam mais dificuldades à vista na administração das contas públicas pelo governo.

Isso porque, com a diminuição da população economicamente ativa, diminui também o montante recolhido de impostos, o que pode ampliar o déficit público.

Muitos jovens ainda evitam constituir família por causa dos altos custos no Japão.

O governo do premiê Yukio Hatoyuama prometeu incentivos financeiros a casais que tiverem filhos.

Tradicionalmente o Japão resiste a utilizar a imigração como forma de aumentar seu número de trabalhadores. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
japãoenvelhecimentojaponesas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.