Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Uma ?meleca verde?, o que sobrou de um roubo de US$ 1,7 mi

O mistério sobre o que aconteceu com o US$ 1,5 milhão ? tudo em notas ? roubado em 1995 de um carro-forte acaba de ser resolvido, num pântano do Alabama. Os policiais desenterraram o que restou do roubo ? pedaços apodrecidos, esfiapados de notas e pacotes de dinheiro, duas maletas de lona e alguns sacos plásticos de lixo.O dinheiro está tão deteriorado que não tem mais valor ? disse o porta-voz do xerife, Randy Christian. ?Parece mais uma mixórdia. É apenas uma mixórdia de meleca verde.?Dois funcionários da Wells Fargo foram condenados por roubar US$ 1,7 milhão de seu próprio carro-forte e fingir que tinham sido vítimas de um assalto. Os dois foram achados amarrados e vendados. Eles disseram à polícia que planejaram o assalto com dois outros homens, mas ninguém mais foi acusado.Um ano depois do roubo, a polícia recuperou US$ 200.000 em casas no Alabama. Mas US$ 1,5 milhão permaneceu desaparecido.Os delegados estavam vasculhando o pântano, tarde da noite de Domingo, quando acreditaram ter encontrado o que faltava enterrado a 15 centímetros de profundidade no charco de uma rodovia de tráfego intenso, perto da siderúrgica U.S. Steel, em Fairfield.?Exatamente onde os ladrões disseram que estaria?, disse Christian.Segundo ele, as autoridades estão tentando determinar se caberão novas penas aos dois, uma vez que o roubo aconteceu há oito anos e o dinheiro parece estar enterrado há pelo menos cinco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.