Martin Bernetti/AFP
Martin Bernetti/AFP

Uma pessoa morre e sete estão desaparecidas após deslizamentos no Chile

Cerca de 1,5 milhão de pessoas estão sem água em 30 municípios da região metropolitana de Santiago devido às fortes chuvas que atingem o país

O Estado de S.Paulo

26 Fevereiro 2017 | 14h57

SANTIAGO - Ao menos uma pessoa morreu e sete estão desaparecidas após deslizamentos ocorrerem nas regiões central e norte do Chile, afetadas por fortes chuvas nos últimos dias. Milhares de moradores estão isolados e desabrigados e cerca de 1,5 milhão de pessoas estão sem água em 30 municípios da região metropolitana de Santiago.

A morte registrada é a de uma menor de idade, que foi arrastada pela correnteza. O incidente ocorreu na cidade de O'Higgins, na parte central do país. Em vários pontos, as estradas estão bloqueadas. Os deslizamentos ainda destruíram uma ponte.

Também tem ocorrido incidentes em San Pedro de Atacama, um dos pontos turísticos do país, devido a uma anormal elevação das águas do rio San Pedro, que transbordou fazendo com que uma centena de pessoas precisasse deixar suas casas. Ainda que as chuvas não sejam muito intensas, elas têm atingido zonas altas, o que afeta a neve nas cordilheiras e provoca novos deslizamentos./Associated Press

Mais conteúdo sobre:
Chile Chile Santiago

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.