Uma pessoa morre em protesto sobre Alcorão na Caxemira indiana

Uma pessoa morreu na Caxemira indiana nesta segunda-feira, disseram autoridades, quando a polícia atirou contra manifestantes muçulmanos que incendiaram uma escola missionária cristã para protestar contra informações de que o Alcorão seria queimado nos Estados Unidos.

REUTERS

13 de setembro de 2010 | 09h18

"O ataque contra uma escola missionária cristã por uma multidão na cidade de Tanmarg, no norte da Caxemira, é lamentável", disse o secretário-chefe S.S. Kapur, principal funcionário público da Caxemira.

"Pedimos que as pessoas não deem importância a informações não-verificadas sobre supostos atos de profanação contra o sagrado Alcorão."

Ao menos dois incidentes envolvendo ações contra o Alcorão foram registrados no sábado em Manhattan, na cidade de Nova York. Dois pastores evangélicos, sem filiação a igrejas de correntes predominantes, queimaram dois exemplares do Alcorão.

(Reportagem de Sheikh Mustaq)

Tudo o que sabemos sobre:
INDIAALCORAOPROTESTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.