Uma rainha para batizar o gigante Queen Mary II

A Cunard , a empresa armadora, preparou-se para uma suntuosa festa real, hoje, no batizado oficial de maior navio de cruzeiro do mundo, o Queen Mary II. A rainha Elizabeth II e seu marido, o príncipe Philip, compareceram à cerimônia, que incluía queima de fogos e muita música, nesse porto histórico do sul da Inglaterra, que agora aloja o barco de US$880 milhões.Cerca de 2.000 pessoas foram convidados para o batismo do navio, construído em estaleiro francês por um proprietário americano que navegará sob a bandeira inglesa.A festa só foi empanada pelas mortes de 15 pessoas, em novembro, quando uma passarela do Queen Mary II cedeu, no porto francês de Saint Nazaire, onde o navio estava sendo construído. A maioria das vítimas era de familiares dos trabalhadores e de membros da tripulação, que visitavam o barco em fase final de construção.O Queen Mary chegou a Southampton, o ponto de partida do Mayflower e do Titanic, no dia 26 de dezembro. Duas mulheres foram retiradas de bordo no dia de ano novo, depois de caírem e quebrarem ossos, durante um pequeno cruzeiro pela costa inglesa. Ele assumirá as viagens transatlânticas do Queen Elizabeth II, que está no mar desde 1967.?Ele é espantoso, não é?? admirava-se Anne Cross, que trabalha numa importadora de carros da baia de Southampton e admirava o navio na hora do almoço. ?O Queen Elizabeth normalmente ancora onde o Queen Mary está e pensar no Queen Elizabeth faz com que se pareça com um brinquedinho.?A segurança para a cerimônia de batismo do navio foi rígida. Mergulhadores examinaram suas quilhas à procura de qualquer coisa suspeita e a polícia inspecionou estacionamentos e prédios das docas em frente à visita real.Seu nome é uma homenagem ao Queen Mary original, um famoso e luxuoso transatlântico que entrou em serviço em 1936 e já está aposentado, e mantém sua tradição de viagens cheias de estile e, principalmente, caras.As passagens para a já lotada viagem inaugural, entre Southampton e Fort Lauderdale, na Flórida, marcada para 12 de janeiro, custam de US$4.408 a US$48.310 por 14 noites.São 1.310 cabinas, incluindo quatro suítes reais e seis penthouses. As cabinas comuns medem 58 metros quadrados e 995 delas têm terraços.O Queen Mary navegará com piscinas, bares, restaurantes, casino, cinema ? que pode ser convertido num planetário ? e até uma galeria de arte. O navio tem 1.138 pés (342 metros) de comprimento e 71 metros de altura ? tão alto quanto um edifício de 21 andares ? e pode acomodar 2.600 passageiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.