Unasul marca encontro sobre bases militares para dia 28

A União das Nações Sul-Americanas (Unasul) marcou para o dia 28 de agosto um encontro na Argentina para discutir o acordo militar entre Colômbia e Estados Unidos, que prevê a utilização de sete bases militares no país latino-americano. A agência estatal argentina Telam informou, ontem à noite, que os líderes das 12 nações integrantes da Unasul se encontrarão em Bariloche, 1.600 quilômetros a sudoeste de Buenos Aires.

AE, Agencia Estado

13 de agosto de 2009 | 12h51

Um convite foi enviado ao presidente colombiano, Álvaro Uribe, cujo acordo com as missões antidrogas dos Estados Unidos prevê que os norte-americanos operem em sete bases militares colombianas. O anúncio do acordo foi alvo de ressalvas e críticas de governos da América Latina. O encontro foi proposto durante um encontro da Unasul em Quito, na segunda-feira. Uribe não estava presente por causa das tensões entre ele e o presidente do Equador, Rafael Correa.

A presidência colombiana informou que Uribe o seu ministro de Relações Exteriores, Jaime Bermúdez, pretendem comparecer ao encontro em Bariloche. Entre os principais críticos do uso das bases colombianas pelos norte-americanos está o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que chegou a apontar o perigo de uma "guerra" na região. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, publicada no último domingo, o vice-ministro da Defesa da Colômbia, Sergio Jaramillo, negou que os EUA instalarão bases em seu país. "Não haverá base americana na Colômbia, de nenhum tipo", afirmou Jaramillo, alegando que houve "um grave problema de comunicação". As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bases militaresColômbiaUnasulEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.