Unesco admite Palestina como membro pleno

A agência da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) admitiu nesta segunda-feira a Palestina como membro pleno da entidade, numa votação ocorrida na assembleia geral da Unesco realizada em Paris.

AE, Agência Estado

31 de outubro de 2011 | 11h02

"A Assembleia Geral decidiu admitir a Palestina como membro da Unesco", diz a resolução adotada por 107 dos 193 países integrantes.

Legisladores norte-americanos ameaçaram reter cerca de US$ 80 milhões em recursos para a agência caso a Unesco aprovasse a filiação da Palestina.

Autoridades norte-americanas se opuseram ao pedido palestinos na Unesco e disseram que a aprovação poderia prejudicar os esforços para a retomada das negociações de paz entre israelenses e palesitnos.

Os palestinos tentam se tornar membros plenos da Organização das Nações Unidas (ONU), mas como isso deve demorar algum tempo, eles pediram separadamente a entrada na Unesco. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UnescoPalestinaadesão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.