União Africana prorroga presença de tropas na Somália

A União Africana estendeu o mandato de sua força de mantenedores de paz na Somália por mais três meses. A aliança espera que as Nações Unidas em breve tomem controle da situação, informou hoje um porta-voz. Com a prorrogação, a Organização das Nações Unidas (ONU) ganhará tempo para arregimentar e enviar seus mantenedores de paz até o meio do ano, disse um porta-voz da União Africana. A aliança africana tem 3.500 soldados protegendo instalações vitais na capital, Mogadiscio, e pressiona há meses para que a ONU envie seus soldados.

AE-AP, Agencia Estado

12 de março de 2009 | 18h25

Ontem, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que o instável clima político da Somália gera "incertezas" sobre se a força de mantenedores de paz da ONU é a melhor ferramenta para apoiar os esforços do novo governo para estabelecer e promover a reconciliação nacional. Ban disse em seu relatório quadrimestral ao Conselho de Segurança da ONU que forneceria mais informações e recomendações sobre o envio da operação de mantenedores de paz em 15 de abril.

O Conselho de Segurança adotou uma resolução em dezembro expressando sua intenção de estabelecer uma missão de manutenção de paz da ONU na Somália. Mas adiaram a decisão por muitos meses para analisar a situação na nação do Chifre da África. O conselho informou que a decisão será tomada em 1º de junho.

Tudo o que sabemos sobre:
União AfricanatropasSomália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.