Alaa Badeneh/Efe
Alaa Badeneh/Efe

União Europeia critica Israel por assentamentos de colonos

Ministros de Relações Exteriores fizeram nesta segunda-feira, 14, uma grave crítica ao país

AE, Agência Estado

14 Maio 2012 | 12h52

BRUXELAS - Os ministros de Relações Exteriores da União Europeia fizeram nesta segunda-feira, 14, uma grave crítica a Israel, afirmando que o ritmo acelerado de construção de assentamentos de colonos em territórios palestinos e o tratamento dispensado ao povo palestino ameaçam a possibilidade de uma solução para o conflito na região.

"A UE expressa uma profunda preocupação com os acontecimentos que ameaçam tornar impossível uma solução de dois Estados", disse o grupo de 27 ministros em comunicado divulgado durante reunião em Bruxelas, na Bélgica.

Reiterando que assentamentos em terras ocupadas são considerados ilegais pela legislação internacional, os ministros condenaram "a notável aceleração" das construções de assentamentos desde o fim de uma moratória em 2010 e se mostraram "muito preocupados" com o extremismo de colonos na Cisjordânia.

Os ministros revelaram preocupação também com as expulsões e a demolição de residências palestinas em Jerusalém Oriental e o impedimento de atividades culturais, econômicas, sociais e políticas dos palestinos.

Em resposta à UE, Israel disse em comunicado que a posição europeia inclui "uma longa lista de alegações e críticas que se baseiam num retrato parcial, tendencioso e unilateral da realidade".

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.