REUTERS/Alexandros Avramidis
REUTERS/Alexandros Avramidis

União Europeia deixa Grécia sozinha com relação à ajuda para conter crise migratória, diz jornal

Até o momento, apenas 66 dos 1.580 agentes da Agência de Controle de Fronteiras Exteriores da UE concedidos estão no território grego

O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2016 | 11h28

BERLIM - A União Europeia está deixando a Grécia sozinha no que diz respeito à ajuda prometida ao país para fazer frente à crise dos refugiados, denuncia o jornal alemão Bild com base em dados da Comissão Europeia.

Até o momento, somente 66 dos 1.580 agentes da Agência de Controle de Fronteiras Exteriores da União Europeia - Frontex - concedidos à Grécia estão no país.

Além disso, até hoje só foram enviados à Grécia 2 dos 60 especialistas em repatriação solicitados, 92 dos 475 analistas de trâmites de asilo e 61 dos 400 tradutores prometidos. Dos 30 especialistas em leis com os quais a Grécia contaria, ainda não chegou nenhum ao país, denuncia o jornal.

Em consequência, os processos de solicitação de asilo avançam muito lentamente e poucos refugiados puderam abandonar o país.

Desde a entrada em vigor em março do acordo entre Turquia e União Europeia, somente 849 refugiados foram realocados em outros países europeus e 468 enviados de volta à Turquia.

Segundo o Bild, atualmente mais de 57 mil refugiados se encontram presos na Grécia, sendo 9,4 mil nas ilhas. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.