União Européia libera US$ 9,91 bi para reconstrução do Iraque

O escritório central da União Européia fez a primeira contribuição ao fundo mútuo internacional para reconstrução do Iraque, liberando 8 milhões de euros (US$ 9,91 milhões). Os recursos se somam a outros 3 milhões de euros em contribuições feitas ao programa de desenvolvimento da ONU na semana passada e fazem parte dos 200 milhões de euros prometidos no orçamento da comunidade da União Européia para 2004, conforme decisão tomada na conferência de doação internacional, realizada em outubro, em Madri. "Essas contribuições demonstram que a UE está cumprindo suas promessas feitas em Madri e liberando, rapidamente, sua assistência para ajudar na ordeira transmissão do poder para uma administração provisória em 1 de julho de 2004", comentou o comissário de Relações Externas da UE, Chris Patten. A aprovação dos 8 milhões de euros é uma resposta à nomeação do neo-zelandês Ross Mountain para substituição temporária do principal enviado da ONU ao Iraque, o brasileira Sérgio Vieira de Mello, morto em um atentado à sede da ONU, em Bagdá, em agosto. Os recursos irão para o Fundo de Reconstrução Internacional do Iraque, gerenciado pela a ONU e Banco Mundial. Essa é uma conta separada do fundo aprovado pela ONU, mas controlado pelos EUA, para reconstrução do Iraque e que recebe os depósitos das receitas do petróleo iraquiano. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.