Maxim Shemetov/Reuters
Maxim Shemetov/Reuters

União Europeia pode estender sanções à Rússia por mais 9 meses

Ministros das Relações Exteriores do bloco se reunirão nesta quinta-feira, 29, para discutir a crise ucraniana em caráter excepcional

O Estado de S. Paulo

28 de janeiro de 2015 | 18h04

BRUXELAS - A União Europeia (UE) pode estender o prazo das sanções impostas a oficiais russos e líderes separatistas por mais nove meses, afirmaram diplomatas do bloco nesta quarta-feira, 28.

Ministros das Relações Exteriores do bloco se reunirão nesta quinta-feira, 29, para discutir a crise ucraniana em caráter excepcional. Um rascunho de proposta foi redigido antes do encontro e prevê a extensão das sanções para outros nove meses. Ele também daria a países-membros uma semana para listar mais nomes que entrariam na lista de afetados pelas sanções, que envolvem desde a proibição de viagem a Estados da UE até o bloqueio de contas e ativos.

Oficiais que participaram de reuniões preparatórias afirmaram, no entanto, que ainda não há clima para aprovar novas sanções econômicas. A não ser que a situação em terra piorenos próximos dias, os ministros não devem votar pelo aumento de sanções.

Na terça-feira, líderes da UE emitiram uma declaração conjunta colocando a culpa sobre o recrudescimento do conflito sobre a Rússia. O governo grego, entretanto, afirmou que seu primeiro-ministro, Alexis Tsipras, não deu consentimento ao texto.

A União Europeia precisa do apoio de seus 28 Estados-membros para estender as sanções à Rússia. No passado, Tsipras se disse fortemente contrário às sanções. / DOW JONES NEWSWIRES 

Tudo o que sabemos sobre:
UERússiasanções econômicas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.