Governo do Irã/Reuters
Governo do Irã/Reuters

União Europeia quer retomar negociações nucleares com o Irã

Diálogo deve recomeçar 'sem precondições'; níveis de urânio começam a preocupar Ocidente

Agência Estado

22 Setembro 2011 | 12h39

BRUXELAS - A União Europeia (UE) ofereceu ao Irã nesta quinta-feira, 22, a retomada de conversações diretas sobre questões nucleares "sem precondições", afirmou a porta-voz da chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton.

 

Veja também:

lista Veja as sanções já aplicadas contra o Irã

 especialEspecial: O programa nuclear do Irã

 

Segundo Maja Kocijancic, a UE está "aberta para se sentar com o Irã, obviamente sem qualquer precondição" e com o acordo da comunidade internacional, agora que os níveis de enriquecimento de urânio estão "altos o suficiente para causar preocupações".

 

Em comunicado divulgado por Ashton durante a noite, em nome do chamado grupo "5+1", formado por Grã-Bretanha, China, França, Alemanha, Rússia e Estados Unidos, ela disse que a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) está "cada vez mais preocupada com as possíveis dimensões militares do programa nuclear iraniano".

 

Apesar das contínuas tentativas para que o Irã coopere com inspeções sobre o potencial uso militar de seu programa nuclear, não houve progressos. "Nós lamentamos profundamente que o Irã não tenha respondido" após as várias propostas apresentadas por esses países, disse Ashton.

 

Neste mês, o Irã declarou que estava pronto para permitir que a AIEA realizasse "supervisão completa" de seu programa nuclear por cinco anos se as sanções contra o país fossem levantadas. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.