União Européia vê ataque como ´profundamente chocante´

O escritório executivo da União Européia considerou o ataque israelenses que matou 18 palestinos na Faixa de Gaza como "um incidente profundamente chocante". Morteiros israelenses atingiram uma área residencial no norte de Gaza no início desta quarta-feira, matando ao menos 18 pessoas, entre elas, dez crianças. "A matança nesta manhã de tantos civis em Gaza, incluindo muitas crianças, é um incidente profundamente chocante" disse a comissária para relações exteriores da União Européia, Benita Ferrero-Waldner. "Israel tem o direito de se defender, mas não a preço de vidas inocentes", disse em declaração por escrito. O Exército de Israel disse que sua investigação preliminar indicou que os morteiros foram lançados mirando apenas uma área aberta usada por militantes para lançar foguetes nos últimos dias contra duas cidades de Israel. O chefe de políticas externas da UE, Javier Solana, somou sua voz às críticas, dizendo que em vez de ataques contínuos, "é tempo de quebrar o ciclo de violência que eu condeno com veemência". O líder do Hamas afirmou que os militantes irão responder ao bombardeio israelense.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.