United Airlines instala barras de segurança em cabines

A United Airlines vai instalar barras de segurança nas cabines de comando de todos os seus aviões, até o dia 21 de outubro. Os projetos de reforço da segurança das portas foram submetidos à Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) e respeitam as novas orientações do departamento. A instalação dos dispositivos de segurança já teve início em diversas bases da United e tem por objetivo aumentar o isolamento dos pilotos e comandantes dentro dos aviões para dificultar novos sequestros terroristas. A companhia não permitirá que jornalistas presenciem ou filmem a instalação dos dispositivos. "Dedicamos nossos esforços a encontrar um sistema de alta eficiência que melhore a segurança das portas da cabine o mais rápido possível", declarou o vice-presidente executivo da United Airlines, Andy Studdert, em comunicado enviado à imprensa. Studdert acrescentou que a United vai continuar a estudar iniciativas que aumentarão ainda mais a segurança dos passageiros, comissários e pilotos para combater novos ataques terroristas,como os ocorridos no dia 11 de setembro nos Estados Unidos. A United foi diretamente envolvida nesses episódios, já que um de seus Boeings 757 foi sequestrado e arremessado contra o World Trade Center, em Nova York. Como consequência do ataque, a empresa teve um decréscimo de 31,5% no número de passageiros em setembro, em comparação com o mesmo período do ano passado. O número de assentos disponíveis caiu 21,7% no período. Depois da suspensão dos vôos determinada pelo governo federal americano nos dias 11, 12 e 13 de setembro, a United reiniciou as operações e foi ampliando gradualmente seus serviços até chegar a cerca de 80% dos vôos disponíveis em data anterior aos atentados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.