Universidade americana recusa homossexuais

O preconceito contra os homossexuais virou norma na Universidade de Shorter, no Estado americano da Geórgia. Ligada à Igreja Batista, a instituição exige que os professores assinem durante a contratação um termo jurando não serem homossexuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.