Universidade dos EUA tem 2.000 alunos com sintomas Gripe A

Cerca de 2.000 estudantes na Universidade Estadual de Washington apresentaram sintomas da gripe suína, segundo informou funcionários da instituição hoje. Este é um dos mais amplos relatos de contaminação pelo vírus da Gripe A (H1N1) nos Estados Unidos.

AE, Agencia Estado

06 de setembro de 2009 | 17h33

Na semana passada, a universidade de Washington, na Costa Oeste americana, colocou no ar um blog para fornecer informações aos estudantes sobre a repentina e dramática propagação do vírus da Gripe A no campus, logo no início da volta às aulas após as férias de verão (no Hemisfério Norte).

"Nós estimamos que estivemos em contato, nos primeiros dez dias deste semestre letivo, com cerca de 2.000 estudantes que podem ter a gripe suína. "Nesta época do ano, veríamos apenas um punhado de pacientes com vírus de gripes. Agentes de saúde na comunidade já viram estudantes da Universidade com sintomas que parecem ser da Gripe A, mas não temos maneiras de descobrir quantos estão nessa situação", informou um comunicado da própria universidade no blog.

A Universidade tem 19.000 estudantes. A instituição afirma que está seguindo as diretrizes emitidas pelo Centro de Controle e Prevenção às Doenças (CDC, na sigla em inglês) do governo americano, e informa aos estudantes como tentar evitar a contaminação e a disseminação do vírus.

A universidade afirma ter distribuído 200 kits a pessoas com gripe suína ou sintomas da gripe e informou que mais mil kits estão em montagem. Não há registro de nenhum caso fatal. Até agora, 593 pessoas morreram de gripe suína nos Estados Unidos, atrás apenas do Brasil, País que reportou maior número de mortes pela doença, 657 óbitos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.