Uribe avisa que acordos de paz não legalizam o crime

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, afirmou nesta quarta-feira que os acordos de paz do seu governo não são formas de legalizar a criminalidade. "Quem acredita que os acordos de paz são simplesmente possibilidades de legalizar a criminalidade está errado", disse, durante um discurso.O governante afirmou que o objetivo da Segurança Democrática, política que iniciou desde seu primeiro governo (2002-2006), é o de "um país sem criminosos", seja do narcotráfico, paramilitares ou guerrilheiros.O comentário foi também uma referência à transferência de 59 chefes da dissolvida organização paramilitar Autodefesas Unificadas da Colômbia (AUC) para uma prisão de segurança. Eles estavam num centro de reclusão rural e na sexta-feira foram para um presídio próximo a Medellín, por ordem do presidente.A medida foi adotada pelo temor de um plano de fuga de chefes paramilitares e a possível implicação deles em alguns crimes, segundo o governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.