Uribe confunde analistas e sugere nova reeleição

O presidente colombiano, Álvaro Uribe, voltou a sugerir, na noite de quinta-feira, que poderá se candidatar a uma segunda reeleição em 2010. A declaração foi feita horas depois de Uribe ter dito justamente o contrário, ao afirmar que um novo mandato presidencial seria "inconveniente"."Preocupa-me muito o que pode ocorrer com essas políticas (adotadas no governo Uribe), tenho uma responsabilidade com os colombianos. Então, quando vejo tudo isso na balança, acredite, é o que eu chamo de encruzilhada da alma", disse o presidente.Na primeira declaração, durante um fórum econômico em Bogotá, Uribe tinha argumentado que a segunda reeleição era inconveniente porque "perpetuava o presidente" no poder e "porque o país (Colômbia) tem muitos líderes". O presidente colombiano também dissera inicialmente que "não queria a amargura de que as novas gerações" o vissem como "alguém apegado ao poder".INDECISÃOO posicionamento errático de Uribe sobre a possibilidade de tentar uma segunda reeleição tem provocado incerteza no cenário eleitoral colombiano.Numa sessão conturbada na terça-feira, na qual 19 parlamentares opositores abandonaram o plenário, o Senado aprovou a proposta de um referendo para ampliar de dois para três o número máximo de mandatos consecutivos de um presidente.Mas para que o referendo seja realizado ainda é preciso que o Tribunal Constitucional referende a medida, o que pode levar até quatro meses. Outra etapa a ser vencida é a conciliação de duas propostas diferentes, aprovadas na Câmara e no Senado. A primeira prevê a possibilidade de reeleição em 2014, a segunda, em 2010.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.