Uribe discursará em teatro onde bomba foi encontrada

O ex-presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, vai participar de um simpósio nesta quarta-feira no teatro Gran Rex, em Buenos Aires, como estava a previsto antes de um artefato explosivo ser encontrado no local, na terça-feira.

AE, Agência Estado

23 Maio 2012 | 13h51

A polícia argentina disse nesta quarta-feira que o pequeno artefato encontrado num teatro foi feito para fazer barulho e não para provocar danos.

O porta-voz da polícia federal Nestor Rodriguez disse aos jornalistas, em coletiva de imprensa transmitida pela televisão, que o artefato era composto por objetos que fariam barulho e nã para dispersar fragmentos perigosos.

"Este é um artefato que foi construído mais para produzir barulho", disse ele.

O artefato foi encontrado e desativado na terça-feira no teatro Gran Rex, um dia antes do discurso de Uribe. O artefato foi colocado no local designado para a realização de um coquetel do qual participariam Uribe e dignitários locais e internacionais, após seu discurso.

O juiz federal Norberto Oyarbide havia dito aos jornalistas na terça-feira que a bomba poderia ter matado quem estivesse por perto no momento de sua detonação. Ninguém assumiu a responsabilidade pela instalação da bomba.

A ameaça ocorreu apenas uma semana depois de um ataque com bomba contra o ex-ministro do Interior de Uribe, Fernando Londoño, em Bogotá, em que ninguém assumiu a autoria. Investigações analisam a possibilidade de haver ligações entre o atentado e o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Argentina Uribe bomba discurso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.