Uribe é pressionado a aceitar mediadores

Políticos e ativistas voltaram ontem a pedir que o presidente colombiano, Álvaro Uribe, reconsidere sua posição de proibir que líderes estrangeiros participem das operações de libertação de seis reféns anunciadas pelas Farc. O pedido foi feito por meio de uma carta, que sugere ao presidente uma mudança "urgente" de posição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.