Uribe endurece controle da ordem pública na Colômbia

O governo colombiano divulgou hoje um novo decreto que agilizará a detenção de suspeitos, a interceptação de chamadas, o confisco de imóveis e a criação de zonas especiais do território sob comando militar.O decreto permite a captura de suspeitos sem ordem judicial oucom uma mera autorização verbal. Com prévia autorização judicial as autoridades colombianas também poderão interceptar,registrar e gravar qualquer tipo de comunicação.Inspeções de casas e verificação de registros domiciliares poderão ser feitas apenas com a comunicação verbal da autorização judicial previamente escrita. O confisco de imóveis poderá ser feito apenas mediante ordem judicial escrita.O presidente Álvaro Uribe poderá ainda criar "zonas dereabilitação e consolidação", definidas como áreas geográficasafetadas por grupos armados onde o governo poderá aplicarmedidas excepcionais. Um militar assumirá o comando de todos os efetivos da força pública que se encontrarem na área.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.