Uribe exige dos militares resultados contra violência

Diante do aumento da violência verificado nas últimas semanas, o presidente colombiano Alvaro Uribe advertiu hoje os militares sobre a necessidade de se apresentar resultados positivos no combate à guerrilha, caso queiram permanecer em seus cargos. "Os comandantes de brigada e de batalhão que estão se saindo bem, magnífico. Os que estão mal e não melhorarem seu desempenho, que apresentam suas renúncias", afirmou. No domingo, dois carros-bomba explodiram nos municípios colombianos de San Martín e Arauquita, causando a morte de duas pessoas e deixando outras 20 feridas. Agentes colombianos conseguiram ainda desativar outros dois carros repletos de explosivos. A nova onda de violência é atribuída às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), a maior e mais antiga guerrilha esquerdista do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.