Ursinhos causam saída de embaixador sueco

O caso dos mais de 800 ursinhos de pelúcia lançados por dois suecos sobre Minsk com mensagens de oposição ao regime do presidente bielo-russo, Alexander Lukashenko, elevou as tensões entre a Suécia e a Bielo-Rússia. O governo de Minsk expulsou o embaixador sueco do país, medida que foi respondida da mesma forma pela Suécia. Os dois suecos queriam envergonhar o Exército bielo-russo.

O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2012 | 03h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.