Urso polar Knut morre aos 4 anos

Animal que ficou famoso ao ser adotado por zoológico de Berlim é achado boiando na piscina

AP, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2011 | 00h00

O urso polar Knut morreu ontem de causas ainda desconhecidas, anunciou o Zoológico de Berlim, onde ele vivia.

Heiner Kloes, funcionário que cuidava do urso e porta-voz do zoológico, disse à agência de notícias DPA que Knut foi encontrado morto boiando na água da grande piscina do recinto onde vivia.

Kloes afirmou que Knut estava sozinho no local e as causas da morte ainda não eram claras. O funcionário disse que vai conduzir um exame na segunda-feira.

"Era um dia totalmente normal. Ele esteve com as fêmeas, que acabavam de ser afastadas. Em seguida, Knut andou em torno do cercado, entrou na água, teve um espasmo rápido e morreu", disse Kloes. Segundo a agência de notícias alemã, mais de 600 pessoas estavam em torno da área onde Knut vivia e o viram morrer.

A italiana Camilla Verde, de 30 anos, que mora em Berlim, disse que viu Knut imóvel na água, com apenas suas costas aparecendo, até que os tratadores isolaram a área. "Todo mundo estava perguntando o que estava acontecendo e por que Knut não estava se movendo", disse Camilla. Segundo ela, os tratadores que cercaram a área estavam muito tristes e um deles disse: "Ele era nosso bebê".

As três ursas polares que faziam companhia a Knut desde o ano passado - sua mãe, Tosca, e as outras ursas Nancy e Katjuscha - tinham sido retiradas do local pouco antes.

A jovem ursa Gianna, que havia sido escolhida como possível companheira de Knut, tinha retornado recentemente ao Zoológico de Munique, também na Alemanha, após o fracasso da tentativa de acasalamento. Knut nasceu com 800 gramas e atualmente pesava mais de 200 quilos.

À medida que a notícia da morte de Knut se espalhou por Berlim, mais fãs do urso polar apareceram no zoológico para lamentar. O prefeito da capital alemã, Klaus Wowereit, disse que a morte de Knut foi terrível. "Todos gostávamos muito dele. Ele era a estrela do Zoológico de Berlim", afirmou o prefeito.

Knut, que fez 4 anos em 5 de dezembro, ficou famoso depois de ser rejeitado por sua mãe logo após o nascimento. Ele foi o primeiro urso polar a nascer no Zoológico de Berlim em 30 anos.

Knut foi criado de perto por um ano pelo tratador do zoológico Thomas Dorflein, que morreu em setembro de 2008 aos 44 anos. As imagens do urso com Dorflein percorreram o mundo e levaram a um grande aumento no número de visitas ao zoológico, além de render direitos e imagem para os criadores. A "Knutmania" culminou em 2007, quando a revista Vanity Fair publicou em sua capa uma foto de Knut com o ator Leonardo di Caprio; ele também foi tema de um filme e várias mercadorias para turistas com sua imagem foram produzidas, como bonecos e cartões postais. O Zoológico de Berlim nunca revelou números exatos, mas se acredita que a exploração da imagem de Knut tenha rendido centenas de milhares de euros. A fama do urso foi desafiada por outro animal, o polvo Paul, famoso durante a Copa do Mundo de 2010 por adivinhar os resultados dos jogos. O animal morreu em um museu aquático em outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.