EFE/Raúl Martínez
EFE/Raúl Martínez

Uruguai e México se oferecem para mediar conflito na Venezuela

Países propõem 'um novo processo de negociações com pleno respeito às leis e aos direitos humanos'

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2019 | 03h35

CARACAS -  Os governos do México e do Uruguai agiram nesta quarta-feira, 23, para tentar reduzir a tensão e evitar uma escalada da violência na Venezuela.

O ministro de Relações Exteriores uruguaio, Rodolfo Nin Novoa, publicou uma nota em que afirma que seu país e o México estão propondo um "novo processo de negociações", com "pleno respeito às leis e aos direitos humanos", para que a disputa política na Venezuela se resolva pacificamente.

De todos os participantes do Grupo de Lima - formado por 14 países das Américas para discutir a crise na Venezuela -, apenas o México segue apoiando o regime de Nicolás Maduro. //ASSOCIATED PRESS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.