Uruguai fecha portos para navios das Ilhas Malvinas

O governo do Uruguai fechou seus portos para navios com bandeira das Ilhas Malvinas e o governo britânico busca uma explicação de Montevidéu.

Agência Estado

16 de dezembro de 2011 | 16h06

O presidente uruguaio, José Mujica, anunciou ontem a medida. Somente navios com bandeira das Ilhas Malvinas terão negada autorização para aportar.

De acordo com Mujica, a decisão é uma resposta à reivindicação da vizinha Argentina de soberania sobre o arquipélago controlado pelo Reino Unido.

Em Montevidéu, a embaixada britânica informou estar em busca de uma explicação por parte das autoridades uruguaias.

Buenos Aires reclama soberania sobre as ilhas, chamadas de Malvinas pelos argentinos e de Falklands pelos britânicos, desde o século 19.

Em 1982, argentinos e britânicos travaram a Guerra das Malvinas pela posse do território. Apesar da vitória britânica no conflito armado, o governo argentino mantêm até hoje a reivindicação de soberania. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
UruguaiGrã-BretanhaMalvinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.