Uruguai: Legalização da maconha avança no Senado

A comissão de Saúde do Senado do Uruguai aprovou o projeto de lei que irá permitir e regular o mercado de maconha no país, deixando a medida a apenas um passo de sua aprovação definitiva.

AE, Agência Estado

27 de novembro de 2013 | 16h30

Apesar da resistência de educadores, psiquiatras e farmacêuticos, a iniciativa segue agora para ser votada no plenário do Senado, última etapa antes da aprovação formal.

Segundo o presidente da Junta Nacional de Drogas, Julio Calzada, a votação final em plenário deve acontecer em 4 ou 5 de dezembro.

O Uruguai será o primeiro país a regulamentar o mercado de maconha, desde sua produção até a venda ao público.

O projeto recebeu objeções na Comissão de Saúde, entre elas a do delegado da Administração Nacional de Educação Pública Néstor Pereira. Ele indicou que o consumo da erva "tem relação com reprovações escolares, problemas de conduta e sintomas depressivos".

A Sociedade de Psiquiatria do Uruguai evitou se manifestar a favor ou contra o projeto, mas deixou claros seus receios sobre o que pode acontecer quando se aprovar a abertura do mercado de maconha. "Continuamos preocupados com a minimização do risco ligado à maconha. A lei pode dar a impressão de que esta é uma droga inofensiva", diz em documento.

O deputado socialista Julio Bango, um dos autores da iniciativa, disse à Associated Press dias atrás que não busca liberalizar o consumo, mas regulamentá-lo. "Hoje o mercado é dominado pelo narcotráfico. Queremos que o Estado o domine." Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
UruguaimaconhaSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.