Uruguai manifesta solidariedade do Mercosul à Argentina

O presidente pro-tempore do Mercosul, o presidente uruguaio, Jorge Battle, irá quinta-feira a Buenos Aires manifestar o apoio do bloco econômico ao novo chefe de governo argentino, Adolfo Rodríguez Saá.Batlle mostrou-se satisfeito, "como membro do Mercosul e como uruguaio, pela rapidez com que a Argentina agiu, dentro dos caminhos institucionais, e também como o país está enfrentando, com firmeza e clareza de objetivos, a realidade".O presidente uruguaio telefonou a Saá e informou que irá visitá-lo para transmitir-lhe "a solidariedade de todo o Mercosul", que já havia sido manifestada na reunião do bloco econômico que se encerrou sexta-feira, em Montevidéu, sem a presença argentina.Ele indicou que se encontra em Montevidéu o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o uruguaio Enrique Iglesias, "que também está se comunicando com o presidente Saá". É provável que Iglesias o acompanhe na viagem a Buenos Aires.Quanto à moratória argentina, o chefe do governo uruguaio comentou que "após reconhecer a verdade e a realidade, a Argentina poderá organizar a reestruturação de sua dívida, prolongar os prazos da mesma e reduzir os juros".Segundo Battle, Saá "disse com toda a clareza que a questão é a austeridade e a redução dos gastos públicos", e destacou que os governadores das províncias de Misiones, Santiago del Estero e San Luis adotaram essa conduta, que lhes permitiu ter êxito.Batlle elogiou a decisão do novo governo argentino de reduzir o número de ministérios, mas preferiu não arriscar prognósticos sobre a gestão de Saá, porque seria muito prematuro: "Parece-me que fazer conjecturas equivaleria a afirmar coisas antes dos anúncios concretos. Seria uma falta de respeito para o próprio presidente da Argentina e para o povo argentino, que tanto sofreu. Até agora, o que disseram me parece sensato. Portanto, é com essa expectativa que vou saudá-lo, em nome do Mercosul e particularmente em nome do Uruguai."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.