Uruguai retira passageiros de navio ancorado

As autoridades uruguaias decidiram retirar na noite de hoje os mais de 1.400 passageiros de um navio de cruzeiro que está ancorado ao largo da costa e sofreu um princípio de incêndio na casa das máquinas. A informação partiu do capitão Alvaro Guinea, prefeito do porto de Punta del Este. O incêndio ocorreu na manhã de hoje, quando o navio Costa Romantica, da empresa italiana Costa Crocieri, fazia o trajeto do Rio de Janeiro a Buenos Aires. Os passageiros serão transladados à terra para o pernoite.O Costa Romantica, cuja maioria dos 1.400 passageiros é de brasileiros e argentinos, ficou ao largo de Punta, a 140 quilômetros de Montevidéu. O navio tem capacidade para 1.680 passageiros e 590 tripulantes. No momento do incêndio, o navio tinha 1.429 passageiros brasileiros, argentinos e uruguaios e 531 tripulantes de várias nacionalidades, informou Guinea.Segundo o chefe do porto de Punta del Este, Carlos Ferreira, o gerador que pegou fogo está sendo consertado. A Costa Crocieri informou em comunicado que os passageiros foram informados sobre o problema e se "encontram calmos e totalmente assistidos pela tripulação a bordo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.