Uruguaios marcam greve e protestos para amanhã

Empresários rurais uruguaios e a central de trabalhadores esquerdista do país marcaram para amanhã uma inédita manifestação conjunta com protestos de rua na capital, Montevidéu, contra a política econômica do governo. A central operária convocou uma greve de meio período a fim de permitir maior presença à manifestação diante do Obelisco no centro da cidade. O protesto conjunto não tem antecedentes na história do Uruguai e ocorre em momentos em que a economia do país, sacudida pela crise regional, entrou no quarto ano de uma severa recessão. "Todos os setores começam a compreender que este é um país produtivo e que ou nós todos o salvamos ou não funciona", disse um porta-voz dos produtores rurais ao lançar sua convocação para o protesto. Por sua vez, o Plenário Intersindical de Trabalhadores (Pit-Cnt) formulou reiteradas denúncias sobre a situação de desemprego e a queda na atividade industrial - motivo pelo qual se juntou à jornada dos produtores agrícolas, cujo lema é "Pelo trabalho e a produção nacional. Porque outro Uruguai é possível".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.