Usina de Sendai pode ser a 1ª a ser reaberta no Japão

Uma usina nuclear do Japão recebeu aprovação preliminar nesta quarta-feira depois de atender aos rigorosos requisitos de segurança impostos após o acidente de Fukushima, abrindo a possibilidade de se tornar a primeira usina a reiniciar suas atividades sob regras mais rígidas.

AE, Agência Estado

16 de julho de 2014 | 02h09

O Escritório de Regulamentação Nuclear aceitou um relatório que constatou que as atualização de design e melhorias de segurança nos dois reatores da Kyushu Electric Power na usina de Sendai cumpriram os requisitos impostos em julho do ano passado.

Os reguladores informaram que a fábrica agora é considerada capaz de evitar grandes acidentes graves, como os colapsos de Fukushima.

A autoridades deve conceder a aprovação final para a empresa dentro de 30 dias, depois de um período de comentários públicos técnico-científicos.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, está se esforçando para trazer pelo menos alguns dos 48 reatores nucleares do Japão de volta ao funcionamento, alegando que uma paralisação prolongada prejudica a economia japonesa.

Todos os reatores nucleares do Japão estão desligados para verificações de segurança e reparos desde o terremoto seguido de tsunami que atingiu a usina de Fukushima em 2011. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãousina nuclearFukushima

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.