Usina nuclear Atucha I, na Argentina, entra em estado de alerta

Pedido foi feito com base no surgimento de fissuras em reator de central na Bélgica

O Estado de S.Paulo,

22 de agosto de 2012 | 01h22

SÃO PAULO - A central nuclear Argentina de Atucha I entrou em estado de alerta após pedido feito pela Agência de Energia Nuclear da Organização para Desenvolvimento e Cooperação Econômica com base no encontro de fissuras na estrutura do reator de uma central na Bélgica.

 

A usina belga foi fechada e todos os reatores construídos pela empresa holandesa RDM serão submetidos a uma rigorosa inspeção internacional.

 

A usina de Atucha 1 é a mais antiga da América do Sul, funciona desde 1974, fica a apenas 100 quilômetros de Buenos Aires e é uma das 22 centrais nucleares do planeta que contam com um reator construído pela empresa holandesa.

 

As demais ficam na Europa e nos Estados Unidos. As informações são do Jornal da Globo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.