Usina nuclear do Irã será inaugurada dia 21, diz Rússia

A Rosatom, a agência nuclear russa, informou hoje que vai enviar combustível para a primeira usina nuclear de geração de energia do Irã, dando prosseguimento à abertura da instalação, apesar da atitude desafiadora de Teerã em relação à exigência internacional para que interrompa seu projeto de enriquecimento de urânio.

AE-AP, Agência Estado

13 de agosto de 2010 | 10h23

O porta-voz da agência, Sergei Novikov, disse que os bastões de urânio enviados pela Rússia serão instalados no reator de Bushehr no dia 21, dando início ao processo de produção na usina. "A partir desse momento a usina de Bushehr será oficialmente considerada uma instalação de energia nuclear", afirmou.

Os Estados Unidos pediram à Rússia que adiasse o início das operações até que o Irã prove que não está desenvolvendo armas nucleares. Funcionários russos disseram que as últimas sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o Irã não afetam o projeto de Bushehr. A Rússia assinou em 1995 um contrato de US$ 1 bilhão para a construção de Bushehr, mas adiou durante anos a conclusão do projeto.

Moscou afirmou que os adiamentos foram causados por questões técnicas, mas analistas afirmam que a Rússia usou o projeto para pressionar o Irã a atenuar suas provocações sobre seu programa nuclear.

Novikov disse que o presidente da Rosatom, Sergei Kiriyenko, vai viajar para Bushehr, no sul do Iraque, para a cerimônia de inauguração no dia 21, da qual também vai participar o vice-presidente iraniano, Ali Akbar Salehi, que chefia a Organização de Energia Atômica do Irã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.