Vacina contra o câncer de mama parece segura, diz estudo

Uma vacina destinada a tratar ocâncer de mama parece ser segura e eficaz em casos avançados,disseram pesquisadores dos Estados Unidos na sexta-feira. A Dendreon Corporation, fabricante da vacina Provenge,contra o câncer de próstata, batizou o novo produto deNeuvenge. Seu alvo é um tipo de câncer de mama chamadoher2/neu-positive, que afeta de 20 a 30 por cento das pacientesde câncer de mama. Como a Provenge, a Neuvenge é feita usando célulasimunológicas do próprio paciente, de modo que é uma vacina "sobmedida". John Park, da Universidade de San Francisco, na Califórnia,e seus colegas testaram o novo produto em 18 mulheres com casosavançados do câncer her2/neu-positive, que já haviam seespalhado, apesar do tratamento. Em artigo na revista Journal of Clinical Oncology, ospesquisadores disseram que a vacina não tem efeitos colateraisgraves e pareceu ajudar pelo menos uma paciente. "Vimos uma resposta parcial, significando uma redução notamanho do tumor em uma paciente que foi certamente atribuívelao tratamento", disse Park em entrevista telefônica. Em três outras mulheres, o câncer parece ter seestabilizado por pelo menos um ano, algo que pode se dever aotratamento, segundo Park. De acordo com ele, os resultados justificam a passagem auma segunda fase do tratamento, destinada a mostrar que avacina realmente ajuda as pacientes, mas isso pode demoraralgum tempo, afirmou ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.