Vai a 18 número de mortos em terremoto na Costa Rica

A Cruz Vermelha informou ontem que subiu para 18 o número de mortos por um terremoto na semana passada na Costa Rica. Informações iniciais indicavam pelo menos três mortos. Os trabalhos para resgatar sobreviventes e mais corpos avançavam lentamente. Segundo um boletim da Comissão de Emergências do país, divulgado ontem, 85 pessoas ainda estão desaparecidas. Porém, de acordo com a Cruz Vermelha, há 47 desaparecidos.A localidade de Cinchona foi uma das mais afetadas pelo terremoto, de 6,1 graus na escala Richter. O presidente Oscar Arias disse em discurso transmitido em cadeia nacional de televisão que "apesar da crise mundial, encontraremos os recursos para atender a emergências e reconstruir a zona atingida".A área mais afetada fica no centro do país, montanhosa e com vários vulcões, também frequentada por turistas por sua exuberante paisagem. Cerca de 2.500 pessoas foram abrigadas em albergues temporais, depois que suas casas foram destruídas pelo terremoto. Mais de 80 mil sofriam com a falta de água potável, pelos danos causados à rede de distribuição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.