Vai a 26 total de suspeitos na morte de líder do Hamas

A polícia de Dubai informou hoje sobre mais 15 pessoas suspeitas de usar passaportes internacionais que são procuradas pela morte de um líder do Hamas. Com isso, o número de supostos envolvidos no crime subiu para pelo menos 26. A polícia afirma que os suspeitos nomeados hoje teriam fornecido "apoio logístico" ao crime.

AE-AP, Agencia Estado

24 de fevereiro de 2010 | 13h02

As acusações incluem nomes e passaportes dos suspeitos pela morte em 19 de janeiro de Mahmoud al-Mabhouh. Os últimos suspeitos incluem dez homens e cinco mulheres, viajando com passaportes britânicos, irlandeses, franceses e australianos.

A polícia de Dubai identificou anteriormente dez homens e uma mulher acusados de utilizar passaportes falsificados da Inglaterra, França, Irlanda e Alemanha para entrar em Dubai. Muitos dos suspeitos vivem em Israel. Com isso, houve a suspeita de que o serviço secreto israelense, o Mossad, estivesse envolvido no caso.

Tudo o que sabemos sobre:
DubaimorteHamassuspeitos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.