Vala com vítimas do massacre de Srebrenica é achada

Uma nova vala comum, onde presumivelmente há corpos das vítimas do massacre de Srebrenica, foi localizada hoje nessa região do leste da Bósnia por investigadores de uma comissão local para a busca de desaparecidos. "Ao remover a terra, já achamos seis cadáveres", informou Murat Hurtic, analista forense da comissão para a busca de desaparecidos da federação muçulmano-croata da Bósnia. Segundo Hurtic, "sem dúvida alguma", há na fossa os restos mortais de muçulmanos bósnios assassinados em Srebrenica em julho de 1995. Ele não soube informar quantos cadáveres podem estar enterrados no lugar. A vala fica na cidade de Potocari, a uns 100 metros do centro em memória dos mais de 8 mil homens e meninos muçulmanos que foram assassinados depois que as tropas servo-bósnias conquistaram o enclave de Srebrenica, poucos meses antes do fim da Guerra da Bósnia (1992-1995). Até agora foram estabelecidas as identidades de cerca de 2 mil vítimas do massacre, enquanto continuam sem identificação outros milhares de corpos exumados nas numerosas valas comuns encontradas no país. Hurtic disse hoje que há dados de que nas cercanias de Srebrenica ainda há várias valas comuns com cadáveres de muçulmanos bósnios. Estima-se que cerca de 8.102 bósnios muçulmanos foram assassinados durante o cerco de tropas servias comandadas pelo general Ratko Mladic à região de Srebrenica, na Bósnia. Forças especiais do exército sérvio, conhecidas como "escorpiões", participaram da matança, que tirou a vida de adolescentes e idosos. O massacre de Srebrenica é considerado o maior assassinato em massa na Europa desde a 2ª Guerra Mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.