Vaticano cria comissão para combater padres pedófilos

Uma comissão mista entrebispos americanos e representantes do Vaticano será criada paracombater os escândalos de pedofilia que envolveram vários padresdos Estados Unidos nos últimos meses. O grupo também vaiconciliar o conjunto de normas propostas pelos religiososamericanos - um documento considerado insatisfatório peloVaticano - e o Direito Canônico, de acordo com manifesto docardeal Giovanni Battista Re, prefeito da Congregação para osBispos. O Vaticano considerou que as medidas aprovadas e formalizadasno documento pelos bispos americanos para combater os escândalosde abusos sexuais por padres podem ser "fonte de confusão eambigüidade" e que, para conciliá-las com o Direito Canônico, énecessário revisá-las, motivo pelo qual decidiram criar acomissão mista. A "terminologia" dos documentos é, em muitos casos, vaga ouimprecisa. Por isso, antes de dar a aprovação, o Vaticano propõerevisá-las e fazer uma reflexão sobre o tema. Para facilitar essa tarefa, disse o Cardeal Re, foi propostoque a comissão seja formada por quatro bispos americanos,eleitos pela Conferência Episcopal, e quatro de congregaçõesligadas ao Vaticano - Congregação da Doutrina da Fé, Congregaçãopara os Bispos, Congregação para o Clero e Conselho Pontíficepara os Textos Legislativos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.