Vaticano lança campanha contra casamento gay

O Vaticano lançou nesta quinta-feira uma campnha mundial contra casamentos de homossexuais, advertindo os políticos católicos de que o apoio à união entre pessoas do mesmo sexo é ?gravemente imoral? e pedindo aos não-católicos que se juntem à ofensiva. A comissão responsável pela ortodoxia católica, a Congregação para a Doutrina da Fé, lançou uma instrução de 12 páginas aprovada pelo papa João Paulo II na tentativa de deter a crescente aprovação de leis garantindo o direito à união entre homossexuais na Europa e América do Norte. ?Não existe de modo algum base para considerar as uniões de homossexuais como de certa maneira similares ou remotamente análogas aos planos de Deus para o matrimônio e a família?, diz o documento. ?O casamento é sagrado, enquanto que os atos homossexuais vão contra a lei moral natural?. A advertência é dirigida particularmente aos EUA, onde alguns deputados da Câmara de Representantes propuseram uma proibição constitucional dos casamentos entre homossexuais, numa contra-ofensiva a uma série de leis estaduais garantindo o reconhecimento legal do casamento gay. O documento do Vaticano sugere um plano de combate para políticos que têm que adotar uma posição diante de propostas de leis que dão aos homossexuais que se casam os mesmos direitos que os garantidos aos casais heterossexuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.