Vaticano organiza congresso que analisa homossexualidade

Começa nesta segunda-feira, em Roma, um seminário organizado pelo Instituto Pontifício João Paulo II para Estudos sobre o Matrimônio e a Família cujos temas centrais são homossexualidade e diferença de gêneros. O congresso, que terá a participação de experts de várias áreas, "analisará os risco que derivam da negação da diferença sexual", assinala a programação do evento, que será realizado a portas fechadas.O seminário parte da prerrogativa, explicitada pelos organizadores, de que "em nome de uma igualdade abstrata, nossa sociedade pretende converter em equivalentes toda as posições humanas, inclusive considerar a homossexualidade como algo normal".Entre outras coisas, o congresso discutirá a temática da identidade sexual, as relações homem-mulher, a diferença entre identidade de gênero e inclinações sexuais e a "importância fundamental para as crianças de uma polaridade homem-mulher entre seus progenitores".Segundo os organizadores, o objetivo é "ir além da ideologia gay". Para a entidade responsável pela realização do evento, a homossexualidade é "uma alteração da identidade sexual" que não chega a ser uma enfermidade, mas sim uma "perturbação de personalidade".Na primeira jornada do estudo serão analisados os "aspectos psicológicos e sociais da homossexualidade". As reivindicações dos grupos que lutam pelos direitos da comunidade gay, como o matrimônio e a adoção de crianças, devem ser rechaçadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.