Vaticano prepara documento contra união gay

O Vaticano procura atrair políticos católicos para uma campanha contra os casamentos gays. A Santa Sé mostra-se alarmada com a crescente aceitação, na Europa e na América do Norte, das uniões entre pessoas de mesmo sexo. Instruções, pedindo aos políticos para que se oponham a levar aos homossexuais os direitos garantidos para os casais de sexos diferentes, constam de um documento preparado pela Congregação para a Doutrina da Fé, informam autoridades católicas. O documento - Consideração a respeito das Uniões entre Pessoas Homossexuais - serão lançadas na quinta-feira, informa o Vaticano. O papa João Paulo II e altas autoridades da Igreja vêm se manifestando, há meses, contra propostas legislativas para legalizar uniões de mesmo sexo. O ensinamento católico diz que os homossexuais não devem sofrer ?discriminação injusta?, mas devem se manter castos. Em janeiro, o papa aprovou linhas gerais para políticos católicos reafirmando que a oposição ao aborto, à eutanásia e ao casamento de mesmo sexo não é negociável. O texto diz que leis protegendo a união entre homem e mulher devem ser promovidas e que ?de modo algum poderão outras formas de coabitação ser elevadas ao nível do casamento, nem receber reconhecimento legal como tal?.

Agencia Estado,

28 Julho 2003 | 16h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.