Vaticano se diz preocupado com ataques no Iraque

O Vaticano expressou preocupação com os ataques que atingiram igrejas católicas no Iraque. "É terrível porque é a primeira vez no Iraque que igrejas católicas são o atingidas", disse o porta-voz do Vaticano Ciro Benedettini. Os ataques "são ainda mais preocupante porque a Igreja Católica sempre esteve na frente no comitê pela paz e pela solidariedade", disse Benedettini. "Aparentemente o desejo é de aumentar a tensão tentando envolver todos os grupos sociais, incluindo as igrejas." O papa João Paulo foi um oponente de peso contra a guerra no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.